Domingo, 13 de Setembro de 2009

Paolo de Lucca

 

 

Amanheceu  o dia tão suavemente.....

 

 

Lembrei-me da estátua jacente de Ilharia del Carreto...

 

A jovem noiva de Paolo  de Lucca...

 

coberta por véus tão transparentes e fluidos feitos em mármore...

 

que é de conter a respiração....

 

A jovem noiva transmite uma placidez e calma , duma extrema beleza..

 

Não é preciso morrer para se ser belo...mas sacode-nos esta serenidade na morte

 

Calhou...estar a ler um livro lindíssimo sobre o renascimento  italiano.

 

Embrulhado numa historia de amor de fazer comover o mais rude dos  seres humanos!

 

Afinal o amor é sempre igual...arrebatador!

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Renascentista
publicado por ligeirinha às 14:47
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

.mais sobre mim

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Paolo de Lucca

.1 Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. Esta estranha sensação d...

. A morte por um fio...ou a...

. Quando finalmente ficar s...

. Tão inuteis as palavras!!...

. Esta procura constante......

. O Cipreste

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Gosto do azul intenso....

. Estou só.....

.links

.1 Agosto 2008

blogs SAPO