Quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

Amanhecer....

 

 

O amanhecer plúmbeo da Foz.... 

 

O céu, o mar...

 

 

O ar é maresia...

 

 

Pura...como só perto do mar ....

 

 

As gaivotas aturdidas cruzam  o céu

 

 

Brancas como noivas.....

 

 

Vão apressadas....

 

 

Ainda não sabem se ficam em terra ou no mar,

 

 

Gritam como crianças...

 

 

Passam rentes á minha janela

 

 

Sempre assim apressadas....

 

 

Não é por ser fim de Verão

 

 

É porque a esta hora do dia

 

 

São inevitavelmente as protagonistas

 

 

Do grito negro do mar.....

 

 

 

 

 

sinto-me: Inquieta
tags:
publicado por ligeirinha às 06:47
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

.mais sobre mim

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Amanhecer....

.1 Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. Esta estranha sensação d...

. A morte por um fio...ou a...

. Quando finalmente ficar s...

. Tão inuteis as palavras!!...

. Esta procura constante......

. O Cipreste

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Gosto do azul intenso....

. Estou só.....

.links

.1 Agosto 2008

blogs SAPO