Terça-feira, 13 de Agosto de 2013

Morre-se em Agosto....

 

 

Não , não é ainda esta luz inquieta

 

Do fim de tarde de um Agosto em Lisboa

 

Á frente trespassa-me um qualquer pano puído....

 

como se fora uma mascara de mim mesmo..

 

Há um pequeno e solitário prenúncio dum silvo de pardal..

 

Tem cheiro este silvo....talvez seja maresia...

 

Mas também tem o eterno azul como se fora o ultimo sorriso de mim...

 

Morre-se em Agosto.....

 

 

 

 

 

 

 

publicado por ligeirinha às 19:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Morre-se em Agosto....

.1 Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. Esta estranha sensação d...

. A morte por um fio...ou a...

. Quando finalmente ficar s...

. Tão inuteis as palavras!!...

. Esta procura constante......

. O Cipreste

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Gosto do azul intenso....

. Estou só.....

.links

.1 Agosto 2008

blogs SAPO