Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

É um faz de conta....

 

 

 

Cheira a Verão

 

Mas o Outono cresce a prumo...

 

ficam as aves alvoroçadas,

 

Não sabem certamente o que está a acontecer...

 

É este calor sufocante do Verão...sem ser..

 

É um faz de conta ....

 

Faz de conta que te reencontrei...

 

Num banco de jardim...numa tarde de Verão...

 

Miram-se as mãos , dedilham-se os dedos entrelaçados....

 

Sentir a ternura que entra devagar sem sobressaltos!

 

E devagar, sem te voltares...entras na noite....

 

 E fico só....

 

 

 

 

sinto-me: no jardim
publicado por ligeirinha às 17:16
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De ligeirinha a 20 de Outubro de 2009 às 17:39
Vai vai pode ser que até nasça um grande amor!
De Maria João Brito de Sousa a 21 de Outubro de 2009 às 10:34
:))) E lá vens tu com a história do grande amor! :))
Amiga, eu já vivi o amor da minha vida, nesse sentido que lhe estás a dar, e agora estou "noutra"! Os meus grandes amores, neste momento, são os poemas e os animais... para não falar deste algum amor que tenho de ter por mim mesma para conseguir sobreviver nestas condições... e não falo só de sobrevivência física. Falo também da sobrevivência psicológica, essa que é tão, tão importante e que muitos vão esquecendo... hoje, por exemplo, estou a tentar sobreviver à falta de cigarros :))) amanhã vou tentar levitar desde a minha casa até ao hospital... a pé não chego lá, de certeza! :)))
Depois... depois logo verei! Quando não se pode fazer nada, não adianta "chorar sobre leite derramado". Mas viver com um bípede primata nesta altura da minha vida? Nunca!!!!
Beijões!
De ligeirinha a 21 de Outubro de 2009 às 14:01
Mázona!

Comentar post

.mais sobre mim

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tanto tempo.....

. Morre-se em Agosto.... - ...

. No tempo em que tardam a...

. Desembaraçou-se de mim......

. Quando finalmente ficar s...

. Morre-se em Agosto....

. Amanhã....

. Sentimento estranho este....

. Este trilho meu....

. Cansei de mim....

. As idades que nunca tive....

. As palavras mendigadas .....

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Perguntei ás folhas....

. Gosto do azul intenso....

. Hoje é dia de lua cheia.....

. Esta procura constante......

. Foi ágil o pássaro....

. Subtilmente.....

. Bocadinhos de mim....

. Esta estranha sensação d...

. Papoilas

. Este turbilhão dentro de ...

. Mão cheia de nadas......

. Espaço raso de agua

. Quem me dera ver azul....

. Ventos de Africa...

. O cheiro da Primavera....

. Amiúde me enterneço.....

. Só gosto da luz do mar......

. Passou-se outro ano....

. Estou só.....

. Dia irreal de Outono....

. Tão inuteis as palavras!!...

. A memória não mente....

. A medo.....

. Portinho

. A arvore da minha paixão!...

. Desfile do Primeiro de Ma...

. Outra casa em Lima

. Numa rua em Lima colonial

. Tralha peruana!

. Cusco-Perú

. Lima!!!

. Cherries Blossom!

. A morte por um fio...ou a...

. Centro Pompidou-Março 201...

. No dia de anos-Jardim do ...

. Paris-70 anos!

.tags

. todas as tags

.favorito

. Esta estranha sensação d...

. A morte por um fio...ou a...

. Quando finalmente ficar s...

. Tão inuteis as palavras!!...

. Esta procura constante......

. O Cipreste

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Gosto do azul intenso....

. Estou só.....

.links

blogs SAPO