Sábado, 17 de Novembro de 2012

A aventura de sermos nós....

 

Em tempos, longínquos

 

Esperava que amanhecesse...

 

Esperava o sol....

 

Esperava-te, tão somente....

 

Esperava que o coração não batesse tão forte...

 

Esperava....esperava....

 

Mas...

 

De tanto esperar...emudeci..

 

Entristeci...

 

As palavras não tem sentido....

 

Andam atrapalhadas á minha roda....

 

Já não são minhas.....

 

Nem sequer por mim sentidas...

 

Ai o sossego de ver o mar....

 

De ver muitas mais vezes anoitecer....

 

Do que simplesmente abraçar a luz do sol...

 

Esta aventura de sermos nós

 

De fazer de conta que existimos....

 

 

 

 

publicado por ligeirinha às 18:11
link do post | comentar | favorito (1)
|
2 comentários:
De poetaporkedeusker a 25 de Novembro de 2012 às 22:46
... e já nem me respondes por aqui?
Beijão grande!
De poetaporkedeusker a 18 de Novembro de 2012 às 12:11
Pronto! Já te vi por aqui

Tens uma suavidade de veludo nas tuas palavras, Ligeirinha... mas nós existimos mesmo... e lá estou eu a comentar outro poema teu como uma mensagem directa e à letra...
Vida precária, é certo, existimos contra todas as probabilidades apenas porque somos uma forma de expressão dessa coisa fortíssima, imparável, a que chamamos Bios... aceitamos mal a nossa precariedade porque nos demos conta da extraordinária aventura que é viver... c`est tout!

E... acho que estou outra vez sem ligação!!! Apetece-me dizer uma asneirola... mas resisto! Lá vou eu ter de reiniciar esta porcaria toda...

Beijinho grande, grande!

Comentar post

.mais sobre mim

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tanto tempo.....

. Morre-se em Agosto.... - ...

. No tempo em que tardam a...

. Desembaraçou-se de mim......

. Quando finalmente ficar s...

. Morre-se em Agosto....

. Amanhã....

. Sentimento estranho este....

. Este trilho meu....

. Cansei de mim....

. As idades que nunca tive....

. As palavras mendigadas .....

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Perguntei ás folhas....

. Gosto do azul intenso....

. Hoje é dia de lua cheia.....

. Esta procura constante......

. Foi ágil o pássaro....

. Subtilmente.....

. Bocadinhos de mim....

. Esta estranha sensação d...

. Papoilas

. Este turbilhão dentro de ...

. Mão cheia de nadas......

. Espaço raso de agua

. Quem me dera ver azul....

. Ventos de Africa...

. O cheiro da Primavera....

. Amiúde me enterneço.....

. Só gosto da luz do mar......

. Passou-se outro ano....

. Estou só.....

. Dia irreal de Outono....

. Tão inuteis as palavras!!...

. A memória não mente....

. A medo.....

. Portinho

. A arvore da minha paixão!...

. Desfile do Primeiro de Ma...

. Outra casa em Lima

. Numa rua em Lima colonial

. Tralha peruana!

. Cusco-Perú

. Lima!!!

. Cherries Blossom!

. A morte por um fio...ou a...

. Centro Pompidou-Março 201...

. No dia de anos-Jardim do ...

. Paris-70 anos!

.1 Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. A morte por um fio...ou a...

. Quando finalmente ficar s...

. Tão inuteis as palavras!!...

. Esta procura constante......

. O Cipreste

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Gosto do azul intenso....

. Esta estranha sensação d...

. Estou só.....

.links

.1 Agosto 2008

blogs SAPO