Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

Pensamento que povoa a minha vida....

 

Eu fui ao berço das emoções

 

Que está num cantinho, dentro de mim..

 

A mãe lembra-se? Quando eu queria brincar ás escondidas....

 

Sozinha..

 

A mãe dizia que isso não tinha graça,,,,,mas para mim era um mistério...

 

Tão grande , tão grande, do tamanho do pensamento....

 

Ficava horas brincando....

 

Havia umas contrariedades , pequenas, pelo meio,

 

Quando os meus irmãos vinham e trocavam o castelo, por areia...!

 

Ou o boneco de cabelo em pé, por um lápis...!

 

Chorava desalmada.....!!!

 

Mas tinha sempre sossego rapidamente pois o pensamento vinha logo.....

 

Era o meu maior amigo, confidente, dizia-lhe tudo tudo tudo....

 

Até que roubava as bolachas do lanche....

 

Hoje em dia perdura o mesmo imenso pensamento ...

 

Povoado de toda a minha vida.....

 

Mas sinto que tem espaço para mais....

 

Espero que sim pois é ele  que me dá o equilíbrio mental ,diário...!!!!!

 

 

 

 

publicado por ligeirinha às 14:54
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De poetaporkedeusker a 26 de Janeiro de 2011 às 12:39
Tão bonito, Ligeirinha! O teu "berço das emoções", com "espaço para mais", sempre! Sabes que eu acredito muito nessa imagem que fazes passar? Nesse berço iniciático das emoções?
Um enorme abraço!
De ligeirinha a 26 de Janeiro de 2011 às 17:45
Que bom que gostaste! É sempre tão motivador....
Beijinhos grandes!
De poetaporkedeusker a 27 de Janeiro de 2011 às 12:23
Há coisas tão curiosas, Ligeirinha! Só agora reparei que o soneto que hoje publiquei está dentro desta mesma temática. Escrevi-o muito antes de ter lido este teu poema... coincidências...
Beijinho!

Comentar post

.mais sobre mim

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tanto tempo.....

. Morre-se em Agosto.... - ...

. No tempo em que tardam a...

. Desembaraçou-se de mim......

. Quando finalmente ficar s...

. Morre-se em Agosto....

. Amanhã....

. Sentimento estranho este....

. Este trilho meu....

. Cansei de mim....

. As idades que nunca tive....

. As palavras mendigadas .....

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Perguntei ás folhas....

. Gosto do azul intenso....

. Hoje é dia de lua cheia.....

. Esta procura constante......

. Foi ágil o pássaro....

. Subtilmente.....

. Bocadinhos de mim....

. Esta estranha sensação d...

. Papoilas

. Este turbilhão dentro de ...

. Mão cheia de nadas......

. Espaço raso de agua

. Quem me dera ver azul....

. Ventos de Africa...

. O cheiro da Primavera....

. Amiúde me enterneço.....

. Só gosto da luz do mar......

. Passou-se outro ano....

. Estou só.....

. Dia irreal de Outono....

. Tão inuteis as palavras!!...

. A memória não mente....

. A medo.....

. Portinho

. A arvore da minha paixão!...

. Desfile do Primeiro de Ma...

. Outra casa em Lima

. Numa rua em Lima colonial

. Tralha peruana!

. Cusco-Perú

. Lima!!!

. Cherries Blossom!

. A morte por um fio...ou a...

. Centro Pompidou-Março 201...

. No dia de anos-Jardim do ...

. Paris-70 anos!

.1 Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. A morte por um fio...ou a...

. Quando finalmente ficar s...

. Tão inuteis as palavras!!...

. Esta procura constante......

. O Cipreste

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Gosto do azul intenso....

. Esta estranha sensação d...

. Estou só.....

.links

.1 Agosto 2008

blogs SAPO