Sábado, 8 de Janeiro de 2011

A menina parou.....

Ai as brincadeiras infantis...

Foge daqui, força ....corrida pra`li..

E a menina esgueirou-se por um corredor sem fim...

Correu correu ...escurecia o corredor ...

A menina parou...

Olhou prá`li, olhou prá` colá...não não era mais o sitio das brincadeiras

A menina sentou-se...não teve medo....

Mas ali....Pensou...acho que pensou pela primeira vez...

Seria agora que ficou "grande" e tinha que pensar sozinha?....

Mas não sabia pensar...

Ninguém lhe ensinou...

Continuava..???Parava...?

Foi ali que o medo se apossou...e sentiu-se "grande" e com medo...

A vida era isso, ficar sozinha sem eira nem beira....??

A menina emudeceu...

O dia entardeceu...e a menina chorou...

 

 

publicado por ligeirinha às 05:44
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De poetaporkedeusker a 21 de Janeiro de 2011 às 14:23
Deves andar mais pelo Facebook... eu não consigo gostar dele como gosto dos blogs... estes espaços são intimistas... pelo menos sinto-os assim. São a perfeita versão virtual do livro real :)
Aqui fica um abraço muito, muito grande!
De ligeirinha a 21 de Janeiro de 2011 às 21:56
Tens toda a razão! Também gosto mais dos blogs. Tenho tanta coisa que gostava de escrever aqui....devia ter um caderninho de apontamentos, para não me esquecer!Beijo grande!
De ligeirinha a 13 de Janeiro de 2011 às 19:19
São dedos inquisitórios a apontarem-me constantemente ...até em sonhos...! Porque não fui a mãe ideal, porque só gosto de um, porque, porque porque.....estou como um sem abrigo á porta da eternidade...quando entrarei??? Será que me deixam???? Ter paz? Paga-se com a alma? Eu quero levar Eugénio de Andrade......
De poetaporkedeusker a 12 de Janeiro de 2011 às 17:17
Descreveste lindamente o processo de amadurecimento infantil que nos leva à maturidade. Todos os processos de crescimento são um pouco dolorosos, mas são necessários... a tua menina está a crescer e chora por isso mesmo. Por vezes leva-se uma vida inteira a descobrir que não é forçoso "matar" a criança em nós para se viverem os anos da plenitude. Muito pelo contrário. Mas dá a mão à menina e diz-lhe que tudo isso é natural, que o medo passa, que tudo há-de fazer algum sentido, mais tarde ou mais cedo... mostra-lhe - ou deixa-a descobrir - que, acima de tudo, vale a pena viver e passar por todo esse processo.
Um enorme abraço para ti e para a tua menina!
De ligeirinha a 13 de Janeiro de 2011 às 01:24
Precisava muito do teu comentário....a sério! ´
Obrigada! Deste-me força para ajudar a menina a crescer.....
Tenho a vida tão complicada....não dá para transmitir-te este sofrimento.....não há "corredor" para mim....sinto-me tão só....
Beijinhos grandes!
De poetaporkedeusker a 13 de Janeiro de 2011 às 14:51
Minha Ligeirinha do , a minha resposta foi fluída, espontânea, segura... mas as coisas também estão no limite - ou além dele? - para mim... eu sei que não é fácil. Nunca nada foi fácil para mim, do quase nada que vou tendo... a poesia ainda vai fluindo, mas também ela me exige muito... até fisicamente.
Um enorme abraço para ti!

Comentar post

.mais sobre mim

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tanto tempo.....

. Morre-se em Agosto.... - ...

. No tempo em que tardam a...

. Desembaraçou-se de mim......

. Quando finalmente ficar s...

. Morre-se em Agosto....

. Amanhã....

. Sentimento estranho este....

. Este trilho meu....

. Cansei de mim....

. As idades que nunca tive....

. As palavras mendigadas .....

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Perguntei ás folhas....

. Gosto do azul intenso....

. Hoje é dia de lua cheia.....

. Esta procura constante......

. Foi ágil o pássaro....

. Subtilmente.....

. Bocadinhos de mim....

. Esta estranha sensação d...

. Papoilas

. Este turbilhão dentro de ...

. Mão cheia de nadas......

. Espaço raso de agua

. Quem me dera ver azul....

. Ventos de Africa...

. O cheiro da Primavera....

. Amiúde me enterneço.....

. Só gosto da luz do mar......

. Passou-se outro ano....

. Estou só.....

. Dia irreal de Outono....

. Tão inuteis as palavras!!...

. A memória não mente....

. A medo.....

. Portinho

. A arvore da minha paixão!...

. Desfile do Primeiro de Ma...

. Outra casa em Lima

. Numa rua em Lima colonial

. Tralha peruana!

. Cusco-Perú

. Lima!!!

. Cherries Blossom!

. A morte por um fio...ou a...

. Centro Pompidou-Março 201...

. No dia de anos-Jardim do ...

. Paris-70 anos!

.1 Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. A morte por um fio...ou a...

. Quando finalmente ficar s...

. Tão inuteis as palavras!!...

. Esta procura constante......

. O Cipreste

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Gosto do azul intenso....

. Esta estranha sensação d...

. Estou só.....

.links

.1 Agosto 2008

blogs SAPO