Terça-feira, 18 de Novembro de 2008

Subitamente....

 

Subitamente

 

Sinto o silêncio...

 

Procurado nas doces madrugadas

 

Tão longínquas da infância....

 

Olho a própria sombra...

 

Devagar...como se fora num espelho...

 

E vejo....

 

E revejo...

 

A luz espessa ..

 

Da bruma da inocência...

 

Nas noites já tão cansadas

 

De melancolia....

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Inocente
publicado por ligeirinha às 16:43
link do post | comentar | favorito
|
18 comentários:
De poetaporkedeusker a 20 de Novembro de 2008 às 12:01
Ui, Ligeirinha... eu bem me sentia esquisitinha ontem...
hoje a barriga avariou-se-me de tal maneira, que nem sei dizer! Não paro quieta... ando, outra vez, a correr entre PC e WC!
Ora se isto é comentário que se escreva!!! Se quiseres apaga... sabes que, uma vez, fiz um soneto "brincalhão" sobre o "tema"... já nem sei onde ele anda...
Abraço grande, grande.
De ligeirinha a 20 de Novembro de 2008 às 12:14
Poeta essa situação infelizmente é a minha portanto esse percurso faz parte do meu estado de alma....lol! As melhoras!
De poetaporkedeusker a 20 de Novembro de 2008 às 15:08
Bem... já ão está assim tãoooooo mau como de manhã, mas...
continua a desatar o nó!
De Velucia a 20 de Novembro de 2008 às 03:39
Oi Inêz

Eu pude jurar que estive aqui para comentar.
Ou estou dormindo, ou o sapo engoliu meu coment.
A verdade é que achei-te muito tristonha.

Está muito sentido! Quanto ao espelho, a Maria tem razão, sem ler o livro é um tanto complicado escrever sobre isto. Mas minha intenção foi do texto em si. Cada um olha o espelho da forma que achar melhor.

Um abraço
De ligeirinha a 20 de Novembro de 2008 às 12:11
Velucia você sabe, o que escrevo é um espelho de mim própria ..muitas vezes tristes, pois é na melancolia e tristeza que me revejo...há tantos e tantos anos que por vezes me admiro como consigo manter algum humor...mas tem dias....! Beijo grande
De Peter a 19 de Novembro de 2008 às 18:52
Ho visto amica mia, lo ho trovato nella net. É veramente un luogo di Dio ma io non lo connosso , non ho passato ancora su di Varese in laco Como , ma certo que andró una giornata sul paese dei tue antenati perche ed un paradiso secondo me pare. Sá che da Genova non e lontano, sono tre centinaia di Km. Una altra parte veramente bella é il Trentino ed i Dolomiti. Cosa bellissima . Anche il valle d'Aosta e il Monte Bianco, meta d'Italia meta di Francia. Sei una fanciulla veramente felice di esssere originale di un bello e dolce paese. Anche Genova, dove ho una figliola , é stato dei francese, ma niente di sbaglio, la figliola é próprio mia.Buona poesia leggerinna ( una leggerinna ed una personna poco pesante , cio é, há il peso di una piuma. Capisce ?)
ciao, mille baci. auguri.
De poetaporkedeusker a 18 de Novembro de 2008 às 23:59
Ligeirinha, vi o teu poema lá no Velucia e gostei muito!
Não conheço o livro, por isso a minha interpretação será sempre subjectiva em relação a ele. Em relação ao espelho e falando de coisas muito do dia-a-dia, sabes que eu raramente olho para eles? Não me interessa. Nunca me interessaram em demasia, mesmo quando era novita. Excepto quando era muito, muito pequenina e andava pela casa com o espelho de toucador da minha avó Alice... aí era uma emoção! Uma aventura! Sei que era mesmo muito pequenina e mesmo estando um tanto ou quanto desmemoriada tenho memória visual do tecto que, passando pelas portas, se afundava num abismo. Sim, eu andava pela casa olhando para um espelho que estava virado para o tecto. A maravilha que era vencer aquele medo de pôr o pé em falso! Já experimentaste? Nem queiras saber a sensação que é!
Abraço grande, grande.
De ligeirinha a 19 de Novembro de 2008 às 09:30
Obrigada poeta, tardava o teu comentário, pensei que não gostaste e não sabias como dizê-lo, mesmo assim não sei se gostaste......Beijinhos !
De poetaporkedeusker a 19 de Novembro de 2008 às 15:57
Como não sabes? Claro que gostei! Eu gosto desse "espaço" que tu deixas em aberto para as múltiplas leiturasde cada um! Claro que me parece estar a reflectir um estado de alma como tu mesma dizes "tristonho", mas eu estou habituada a esse tipo de poesia e sei que, muitas vezes, é uma ponte para o lado mais alegre do rio da vida...
Como estás hoje, Ligeirinha?
Eu continuo a "quebrar o espelho". Bem te disse que achava o tema fascinante e susceptível de mil e uma abordagens...
Abraço grande, grande!
De ligeirinha a 19 de Novembro de 2008 às 18:01
És querida e ....protectora!
Obrigada poeta querida!
De poetaporkedeusker a 20 de Novembro de 2008 às 01:14
Se calhar sou um bocadito... mas olha, estou cansadota hoje. E dói-me a cabeça. Não protejo lá grande coisa... ainda por cime este IE anda maluco de todo, vai-se abaixo, não me deixa responder, etc, etc.
Tu tamb´m és uma querida! Ai! ando meia maluquita com este IE... ou é o IE, ou é o Sapito... caramba, não dão descanso a ninguém!
Beijinhos!
De linhaseletras a 18 de Novembro de 2008 às 23:34
Boa Noite! Subitamente aparecem aqui umas frases muito bonitas e com muito conteúdo , não interessa a quantidade das palavras que escrevemos, mas sim a qualidade delas.
Até amanhã
De ligeirinha a 19 de Novembro de 2008 às 09:27
muito obrigada, não calcula como é importante nem que seja só uma pessoa gostar!
Falo sempre, ou maioritariamente em coisas nostálgicas , mas no meu intimo intimo sou assim , tive uma vida muito difícil e deixou muitas e muitas marcas.
Marcas psicológicas obviamente...era tão criança e adolescente ainda......Beijos gdes !
De Peter a 18 de Novembro de 2008 às 17:24
cio ligirinha melancólica....e inocente. é preciso caminhar, é preciso escrever, escrever sempre que é um alívio e uma coisa boa para quem gosta...um poema é uma emoção, um pedaço de cada um....tal qual este subitamente , um flash, uma ideia, um estado....bonito.... ciao
De ligeirinha a 19 de Novembro de 2008 às 09:29
Peter , obrigada pelo seu comentário, deixou-me felice!
Sabe que tenho ascendência italina? De Bormio!!!
Nunca percebi porque trocaram Italia, tão bonita, por Portugal!!!!
De Peter a 19 de Novembro de 2008 às 12:09
italiana de Bormio ? Não sei onde é Bormio (norte,sul) mas vou muitas vezes á italia , estou meses em genova, não sei se é perto ou longe, se for perto, até lá posso ir ver....curiosidade humana !!! depois, em uma boa ascendência, excepetuando o tolo do berlusconi, e as mafias,os italianos são excelentes pessoas...auguri !


De ligeirinha a 19 de Novembro de 2008 às 13:37
Bormio é na Lombardia quase faz fronteira com a Suíça , no topo do Lacco Maggiore !
Sempre quis lá ir pois eles vieram na altura da Revolução Francesa, 1780 e tal. Deve haver um cemitério com alguns parentes. Felizmente vou quase todos os anos a Itália é uma beleza feita por Deus!
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Bormio é na Lombardia quase faz fronteira com a Suíça , no topo do Lacco Maggiore ! <BR>Sempre quis lá ir pois eles vieram na altura da Revolução Francesa, 1780 e tal. Deve haver um cemitério com alguns parentes. Felizmente vou quase todos os anos a Itália é uma beleza feita por Deus! <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Auguri</A> !
De ligeirinha a 19 de Novembro de 2008 às 13:38
Desculpa Peter mas isto anda maluco!

Comentar post

.mais sobre mim

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tanto tempo.....

. Morre-se em Agosto.... - ...

. No tempo em que tardam a...

. Desembaraçou-se de mim......

. Quando finalmente ficar s...

. Morre-se em Agosto....

. Amanhã....

. Sentimento estranho este....

. Este trilho meu....

. Cansei de mim....

. As idades que nunca tive....

. As palavras mendigadas .....

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Perguntei ás folhas....

. Gosto do azul intenso....

. Hoje é dia de lua cheia.....

. Esta procura constante......

. Foi ágil o pássaro....

. Subtilmente.....

. Bocadinhos de mim....

. Esta estranha sensação d...

. Papoilas

. Este turbilhão dentro de ...

. Mão cheia de nadas......

. Espaço raso de agua

. Quem me dera ver azul....

. Ventos de Africa...

. O cheiro da Primavera....

. Amiúde me enterneço.....

. Só gosto da luz do mar......

. Passou-se outro ano....

. Estou só.....

. Dia irreal de Outono....

. Tão inuteis as palavras!!...

. A memória não mente....

. A medo.....

. Portinho

. A arvore da minha paixão!...

. Desfile do Primeiro de Ma...

. Outra casa em Lima

. Numa rua em Lima colonial

. Tralha peruana!

. Cusco-Perú

. Lima!!!

. Cherries Blossom!

. A morte por um fio...ou a...

. Centro Pompidou-Março 201...

. No dia de anos-Jardim do ...

. Paris-70 anos!

.1 Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. Esta estranha sensação d...

. A morte por um fio...ou a...

. Quando finalmente ficar s...

. Tão inuteis as palavras!!...

. Esta procura constante......

. O Cipreste

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Gosto do azul intenso....

. Estou só.....

.links

.1 Agosto 2008

blogs SAPO