Sexta-feira, 11 de Julho de 2008

O Cipreste

Esguio...

Solitário..

Apontado ao céu na labuta constante

De lá poder chegar...

Resistente...

Vão e vêm ventos e tempestades....

...mal se verga.....

Ensinaram-lhe que não se pode vergar...

Seja por que fôr...!!!!

Volta e meia enrosco-me nele

Pois só ele sabe onde se cura a solidão...

Por lá fico.....

Ele deixa-me ficar....

Ás vezes faz frio...

Mas não importa..

Ao lado dele vejo passaros

aguias,sóis e luas

E cá mais para baixo vejo.me a mim...

enroscada nele....

Está quasi sempre ao pé dos mortos

Nos cemitérios...

ele não sabe porquê..

Deve ser porque ocupa pouco

e não os aflige nos vendavais

Ás vezes plantam-lhe outros, lado a lado....

Em fila....

Mas ele desconfia de tanta intimidade....

Para baixo vai uma raiz profunda...funda...

Agarra-se com força....

E talvez seja por isso .....

Que eu gosto tanto dele.....

sinto-me:
publicado por ligeirinha às 08:54
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De adnirolfpa a 25 de Julho de 2008 às 10:53
continuo a acreditar no ser humano. Creio que os mal entendidos se resolverão e tudo se esclarecerá.
Deixo-te um beijinho com muito carinho e
quero continuar a ler-te com muito prazer.
Bom fim de semana
De CARLOS MAGALHÃES a 24 de Julho de 2008 às 19:20
LIGEIRINHA
Para sua informação fiz envio por transferencia internacional (via FORTIS BANQUE) de 2 x 50,00 Eur.para a ajuda do computador .
-Dà para pensar o quê ???
Não estou a percebe-la !Quer dizer até estou,mas creio então que estarão muito mal comigo.
Se quiser me contactar(como vê não estou a vêr o seu inigma),faça o favor.
carlos_magalhaes10@telenet.be
De KI a 24 de Julho de 2008 às 14:34

Peço desculpa mas é necessário que leiam isto:

Olá,

A história não é nova e cheira mal. Na verdade e mais uma vez culpa minha que como diz o outro e com razão sou a Santa dos Parvos e isto traduzido à letra a parva mor. Muitos não conseguirão entender esta missiva a eles peço desculpa, mas é de facto uma mensagem com alvo directo.

Não querendo deixar a cordialidade de lado, tenho algo a dizer. Quanto a si Ligeirinha talvez devesse perceber bem o que diz, porque as coisas têm consequências e o dinheiro que enviou assim como todos os outros foi usado na compra dum portátil Acer com 17 polegadas de écran e que custou quase 500 euros, sobraram cinco e esses foram dados aquando do pagamento à PoetaPorkeDeusKer (ou porque ela quer), mais foi ela que escolheu um portátil e não um fixo que a mim como pode acreditar se quiser tanto me fazia assim como a todos os outros amigos que dispuseram de tempo da sua vida pessoal para a ajudar.

A conta era o meu nib sim,o meu nib que andou a circular pela net, porque quis ajudar alguém que tinha necessidades diárias ou as diz ter, e as diz ter porquê? Porque quem tem necessidades diárias não tem mais de três números de telemóvel usados ao longo destes meses e não só agora que fala de hackers. Porque quem tem necessidades diárias não sai da net na sua casa, net essa cara mas que até se entende que a use como investimento de possíveis prémios e divulgação cibernáutica e chega ao café e cinco minutos depois está a aceder à net através de um telemóvel o que realmente não é barato, muito menos para quem tem necessidades.

Quanto a crackers, hackers e mais que fosse não acredito numa só palavra, tenho uns anitos a menos que a senhora PoetaPorkeDeusker, a minha inteligência quebra-se quando é o caso de ajudar alguém mas eu sei as mensagens, mails que tenho guardados, que usavam os seus termos, que são agressivos, ameaçadores.

Pois bem, minha cara PoetaPorKeKer, a Mónica ( Café com Natas, Chantilly ou o que ela queira) ficou mal e digo-lhe que ficou mal porque se desiludiu, porque viu coisas que mais ninguém quis ver, porque eu tive de facto muito distraída e não liguei aos sinais nem segui o instinto. E não eu não sou inferior a si como me disse em várias mensagens, nem o Ricardo (Blue Eyes) é atrasado mental, nem nenhum de nós tem medo da ‘Judite’ da Judiciária, dos seus ‘amigos’ que frisa ou do diabo a sete.

E embora sabendo a sua morada nenhum de nós apresentou queixa por difamação, ameaça ou etc, não porque não o pudéssemos fazer mas talvez, e falo por mim porque entendi o seu problema. Achou que tinha achado uma mina inesgotável e que toda a gente a ia secretariar, nomeadamente, nós três e que depois com mais a Ligeirinha e outras pessoas emocionalmente mais frágeis que acreditam piamente em si você PoetaPorKeDeusKer até ia levar a coisa a bom porto e conseguindo sempre ajuda.

Comprometemo-nos a uma missão, eu comprometi-me, arrisquei um nib na net, arrisquei deixar de lado a minha vida pessoal que como a senhora sabe estava bastante complicada para a ajudar a si, para a ajudar a ir comprar o pc, para passar horas a instalar-lhe o que era necessário e para pagar as deslocações para o fazer, mais que isso desde que soube que a senhora PoetaPorKeDeusKer precisava de ajuda e até morava próximo nunca deixei de a tentar apoiar na medida das minhas possibilidades
De KI a 24 de Julho de 2008 às 14:34
Não preciso de gratidão, não preciso de pedidos de desculpas, mas de verdade você Senhora PoetaPorKeDeusKer não merece sequer que eu esteja a gastar latim, não quero ter nada a ver consigo, distância, agora pelo menos mostre verticalidade e se tem algo a acusar faça-o onde o achar conveniente, dispenso é merdinhices de comentários aqui e ali a insinuar não sei o quê porque realmente depois de tudo que fizemos por si: ENXERGUE-SE e tenha ao menos, vergonha na cara do que anda a fazer!

Não há hackers, há apenas alguém que tem uma vida pessoal vazia que lhe permite fazer este tipo de jogo, que funciona muito bem em mentes frágeis. A senhora PoetaporKeDeusKer ( ou você quer) conseguiu o que queria, aliás o post de que ia devolver o dinheiro a quem tinha contribuído foi de facto uma manobra de diversão que acelerou o processo e que levou algumas pessoas nomeadamente a Ligeirinha que pelos vistos ainda não entendeu pevide do que se passa e só vê um lado, a depositar quantias de dinheiro que em 24 horas lhe permitiram ter o computador nas mãos.

E permitiram porque eu lhe liguei a combinar para o ir comprar, porque detestei a forma como as coisas foram conduzidas. E não, já não pode dar o meu nib a ninguém para continuarem a ‘ajudá-la’ como me disse, e não, felizmente ninguém mais depositou dinheiro naquela conta para si. E além disso se tiver dúvidas faça o que lhe der na telha que os extractos do banco existem para isso mesmo.

E agora que já chamei os bois pelos nomes, venha quem vier, diga o que quiser, mas reflictam e comecem a perceber as entrelinhas do que lhes é dado a ler por essa Senhora, como :

No Blog PoetaPorkeDeusKer

De ligeirinha a 24 de Julho de 2008 às 09:19
Olá poeta!!!
tudo o que me dizes não foi novidade nenhuma! Repara que desde o dia que se conseguiram os 500 Euros para o computador, disparou o disparate!
Houve insultos groseiros, etc etc. Tudo atitudes inexplivaveis. Agora já creio que tudo foi um jogo...apanhando muitas pessoas com boas intenções. Aprendi tambem a lição que nunca por nunca ser deve circular dinheiro pela net.....
Onde é que ele vai parar????
Os da Judiciaria que te digam......
Temos todos,, os que não actuam por má fé, ser muito prudentes.....
E o "Carlos Magalhães"?É um inigma...repara que não podes ter acesso a ele.....Dá que pensar....mas que fique para os investigadores! Beijo grande!fico feliz por puderes publicar, porque sei que gostas e foi por isso ....que te demos o portátil!!!!

De poetaporkedeusker a 24 de Julho de 2008 às 12:03
Parece que sou um bocadito azarada numas coisas, parece... até os meus amiguitos de 4 patas estranharam ver-me tão "azamboada"...
Vou já, já, ver o que aconteceu no teu blog. Depois tenho de ajustar umas coisitas com o envio de imagens que ficou com problemas no meio de tanta mudança... sabes, disseram-me que estas situações são muito mais comuns do que parece e que a maioria dos "alvos" fica tão assustado que nem sequer faz queixa. Uma das coisas que não deve nunca fazer-se é enviar ou publicar números de conta na blogosfera. Parece que fica logo tudo capaz de matar e esfolar por causa disso. Olha, Ciberéticas que começam a fazer parte do dia a dia dos novos tempos...
Um grande beijinho para ti!
No Blog Banquinho:

De poetaporkedeusker a 17 de Julho de 2008 às 22:53
Claro que faz, filhote. Especialmente porque eu tenho de ir teclar para o velhinho, uma quantidade de sonetos que fiz ultimamente... sabes, estas festas, como a do 2008 aguçam-me o engenho. Vai lá ver ao dicionário. Também podes ver talento, essa coisa que vocês não têm e que sabe tão bem!
Mas como estou à espera de uns amigos em casa de uns amigos, posso trabalhar no meu verdadeiro blog... ooops!


De poetaporkedeusker a 23 de Julho de 2008 às 22:52
Nada de especial. Apenas uns actozinhos de pirataria informática no meu blog e até nos telemóveis em que cheguei a receber ameaças de pessoas que são da minha família mais próxima. Isso aliado a uns videozitos mais ou menos loucos no blog da Café com SORRISOS:). Não faço ideia do que tenham recebido, mas eu recebi. Está tudo a ser resolvido. Peço desculpa por algumas coisas que disse e por muitas outras que não disse, mas até pensei.
Tudo de bom! As melhoras do pequenito.

De KI a 24 de Julho de 2008 às 14:35
No Blog Café com Sorrisos:

De poetaporkedeusker a 18 de Julho de 2008 às 11:05
Tanto trabalhito, não? Caraças! Eu sou mesmo muita boa!
Para quem percebeu... como eu...
Abrazito.

Aqui no Trapézio:

As melhoras do puto. E vai continuando a aprender a escrever. Talvez, lá para os 50, pssas publicar um livro. Afinal atá a Carolina Salgado e o ZéZé Camarinha o fazem, não é?
Abrazito.
poetaporkedeusker a 18 de Julho de 2008 às 11:02


Fora as sms que não transcrevo. Fora tudo mais que olhos atentos poderão ver por si próprios sem precisarem das minhas palavras. Fui uma besta mas resta-me a certeza que
às vezes também sou bestial.

Foi uma lição de vida, mais uma, always learning.
De ligeirinha a 25 de Julho de 2008 às 10:03
Bom dia. Como me mandaste um extenso comentário sobre o assunto que para mim está morto e encerrado mas no qual referes o meu nome várias vezes e com comentários dúbios e pouco cordiais, venho expor-te o seguinte: Estou nos blogs desde 2005, portanto a minha vinda considero-a muito recente. Não entrei logo, pois era crua no assunto e fui lendo e até que decidi abrir um. Nele queria conversar, arranjar novos amigos, trocar experiências de vida e sobretudo arranjar "animo" para continuar a minha.... Tenho 67 anos , tenho um doença crónica grave e no espaço de 6 anos, os mais recentes, perdi a minha mãe, 2 irmãos ,um com 55 outro com 52 no espaço de 6 meses, seguidos da morte de 3 cunhadas minhas, muito minhas amigas, a ultima morreu há 6 meses. Desde rol de mortes 4 deles morreram nos meus braços. Posso dizer que a morte colou-se á minha pele , o luto ainda não o fiz , será que o farei? Procurei aqui paz e acidentalmente encontrei a Grilinha e Maria Alfacinha, de ambas recebi o que procurava...paz...... De ti recebi um bota fora dizendo-me que "não gostavas do tipo de comentários que eu fazia e beijos dava-os a quem querias e a quem merecia portanto preferias que eu não te fizesse mais comentários ponto final paragrafo" Julho 2008). Neste contexto não tenho mais nada a dizer.
De poetaporkedeusker a 25 de Julho de 2008 às 12:18
Minha querida Ligeirinha, não fazia ideia de que a tua situação fosse tão dura do ponto de vista emocional. Já pensava que a doença crónica fosse mais do que suficiente para te fazer merecer o epíteto de corajosa.
Acredita que eu sei bem o que custa viver com estas maleitas todas que trazem sempre complicações novas quando nos deixamos vencer pelo desânimo. Desejo-te o melhor do mundo, do fundo do coração. Se, um dia, te der jeito vir até cá, sabes que estou à tua disposição. Como estou a viver um período de grandes, enormes, dificuldades financeiras de há uns tempos para cá, não te convido para almoçar ou
jantar, mas um chá sempre se arranja! Lembras-te do "Chá de Tília"? Olha Ligeirinha, sabes que eu não estou muito bem, mas assim que este problema melhore gostaria que conhecesses a minha casa para veres com os teus próprios olhos a "riqueza" em que eu vivo... embora, no fundo, me considere rica, muito rica, pois tenho os meus quadros, os meus animais e os meus poemas, para além desta força interior que Deus me deu.
Um grande, grande abraço para ti e que possas sempre encontrar a paz que tanto nos ajuda nos momentos mais difíceis.
De poetaporkedeusker a 16 de Julho de 2008 às 01:18
Uma visitinha rápida para te desejar boa noite antes de me ir deitar. Estou podre de sono, depois de mais uma viagem à Segurança Social....
Até amanhã e dorme bem!
De poetaporkedeusker a 12 de Julho de 2008 às 16:22
Gostei muito deste teu poema Ligeirinha! O Régio não gostava dos ciprestes, chamav-lhes "dedos apontados ao céu", mas para os mortos... eu também gosto deles. Costumava abraçar-me, todos os dias, a um Abrunheiro que há no caminho de minha casa para a estação de Oeiras. Lembrava-me a Rua Luís de Camões, em Algés, onde vivi toda a minha infância e que tinha abrunheiros ao longo dela, toda inteira...
Um abraço grande!

Comentar post

.mais sobre mim

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tanto tempo.....

. Morre-se em Agosto.... - ...

. No tempo em que tardam a...

. Desembaraçou-se de mim......

. Quando finalmente ficar s...

. Morre-se em Agosto....

. Amanhã....

. Sentimento estranho este....

. Este trilho meu....

. Cansei de mim....

. As idades que nunca tive....

. As palavras mendigadas .....

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Perguntei ás folhas....

. Gosto do azul intenso....

. Hoje é dia de lua cheia.....

. Esta procura constante......

. Foi ágil o pássaro....

. Subtilmente.....

. Bocadinhos de mim....

. Esta estranha sensação d...

. Papoilas

. Este turbilhão dentro de ...

. Mão cheia de nadas......

. Espaço raso de agua

. Quem me dera ver azul....

. Ventos de Africa...

. O cheiro da Primavera....

. Amiúde me enterneço.....

. Só gosto da luz do mar......

. Passou-se outro ano....

. Estou só.....

. Dia irreal de Outono....

. Tão inuteis as palavras!!...

. A memória não mente....

. A medo.....

. Portinho

. A arvore da minha paixão!...

. Desfile do Primeiro de Ma...

. Outra casa em Lima

. Numa rua em Lima colonial

. Tralha peruana!

. Cusco-Perú

. Lima!!!

. Cherries Blossom!

. A morte por um fio...ou a...

. Centro Pompidou-Março 201...

. No dia de anos-Jardim do ...

. Paris-70 anos!

.1 Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. Esta estranha sensação d...

. A morte por um fio...ou a...

. Quando finalmente ficar s...

. Tão inuteis as palavras!!...

. Esta procura constante......

. O Cipreste

. Neste tempo da vida.....

. A aventura de sermos nós....

. Gosto do azul intenso....

. Estou só.....

.links

.1 Agosto 2008

blogs SAPO